domingo, 7 de agosto de 2011



E agora você passa e eu acho graça. Nessa vida tudo passa, e você também passou. Entre as flores, você era a mais bela, minha rosa amarela, que desfolhou. Perdeu a cor.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário